2 de março de 2021 – N.º 1.602

UNIDAS LANÇA PAINEL DE INFORMAÇÕES DAS AUTOGESTÕES

Ferramenta auxiliará na identificação de oportunidades e melhorias para as filiadas

Os últimos anos têm sido desafiadores e a UNIDAS, focada em fortalecer a competitividade das autogestões, está disponibilizando um novo produto para suas filiadas, trata-se de um painel de informações das autogestões.

Esta iniciativa está alinhada com um dos objetivos estratégicos da UNIDAS para o ano de 2021 que é de desenvolver um ecossistema de compartilhamento de informações totalmente colaborativo.

Trata-se de BI analítico, dinâmico e com informações segmentadas que poderão ser utilizadas pelas filiadas para apoiar no processo gerencial. Ainda auxiliará na identificação de oportunidades e melhorias, inclusive na construção de novos modelos de remunerações e no modelo de gestão de saúde, protocolos clínicos entre outros.

Este produto da UNIDAS possui todos os níveis de segurança e sigilo necessários e adaptados ao cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

REGRAS GERAIS:

  1. Será garantido o sigilo individual de cada empresa, sendo divulgadas somente as informações da média da UNIDAS.
  1. O ingresso na plataforma somente será disponibilizado às operadoras que compartilharem seus dados.
  1. Caso a operadora queira realizar comparações de seus dados com a média da UNIDAS na plataforma, poderá indicar nomes/membros que terão senhas específicas para acesso aos dados da sua operadora.
  1. A coleta de dados será realizada por meio de upload realizado pela própria operadora na ferramenta de BI, em formato baseado nas informações do monitoramento TISS e SIB.
  1. A periodicidade de carregamento de dados será de pelo menos 12 meses de base de dados.

Seguem os primeiros KPIs que poderão fazer parte da versão 1.0 do painel:

  1. Distribuição da população – estratificar por porte, tipo de plano, acomodação, estado, município, tipo de beneficiário (titular/dependente/agregado), idade, sexo.
  2. Variação do custo médico-hospitalar – VCMH
  3. Custo médio por procedimento (definir os procedimentos cirúrgicos mais frequentes e com menor variação de custo assistencial) – identificar a média de despesas hospitalares dos procedimentos cirúrgicos mais prevalentes para auxiliar operadoras na confecção de procedimentos gerenciados/padronizados cirúrgicos.
  4. Sinistro por tipo de despesas (mat/med, diárias e taxas, OPME, SADT, HM, pacotes).
  5. Nº de Consulta PS comparado com consulta geral
  6. Custo médio de atendimento do PS
  7. Valor médio da consulta médica em consultório (por especialidade)
  8. Quantidade de exames por consulta
  9. Custo médio por grupo de exames
  10. Ranking  de exames – principais eventos, quantidade e custo médio
  11. Ranking dos principais motivos de internações
  12. Média de gasto com internações por grupos de despesas
  13. % de Partos Vaginais em relação a cesariana
  14. Proporção de diárias de UTI em relação a diárias apartamento/enfermaria

Os indicadores poderão ser abertos por região, UF, faixa etária, sexo, porte da operadora, e outras quebras possíveis.

Importante registrar que mapeamos a importância de disponibilizar outros indicadores de saúde e que poderão fazer parte de uma versão 2.0.

Vale destacar que nosso objetivo é oferecer a solução a custo zero para as filiadas, principalmente do painel geral com a média das operadoras que compartilharam os dados.

Para estimativa de tamanho de base, bem como apoiar no processo de contratação de serviços, estamos levantando quais as operadoras que irão aderir à ferramenta. Clique aqui e informe seus dados.

Estamos à disposição para dúvidas ou sugestões através do tel. 11 94558-3994, ou e-mails institucional@unidas.org.br ou leandro.araujo@unidas.org.br. As respostas serão recebidas até o dia 12 de março (sexta-feira).

 #vocêconstróiaUNIDAS #aUNIDAStornavocêmaisforte #autogestãoéUNIDAS