30 de setembro de 2020 – N.º 1.500

Presidente da UNIDAS defende importância da ética na saúde: “Somos uma mola propulsora de mudança no setor”

Anderson Mendes participou do encontro online, moderado por Carlos Eduardo Gouvêa, junto com Rogério Scarabel, Vera Valente e Patrícia Braile

Na última quarta-feira (23), Anderson Mendes, presidente da UNIDAS, participou do webinar Ética e Integridade como Ferramentas de Acesso à Saúde – O Papel da Saúde Suplementar| Durante e Pós-Covid-19, a convite do Instituto Ética Saúde (IES), e fez algumas observações sobre o tema proposto.

“Falar em ética na saúde é essencial. Acho que essa discussão, inclusive, deve ser separada da discussão criminal. Assistimos muitas coisas da área que, para mim, transcende a ética, é crime, caso de polícia, que deveria ter outro tipo de conduta“, iniciou o presidente da entidade.

Para Mendes, o assunto proposto é imprescindível para trazer conceitos em gestão em saúde. Segundo ele, a previsibilidade e o compartilhamento de risco são fundamentais para a eficiência do sistema. “Minha proposta é trabalhar a ética no meu setor. Quero resolver, inclusive, no quesito de contratação adequada. Resolvo e trabalho dentro da minha equipe, com meus gestores. Somos uma mola propulsora de mudança no setor.”

“Se alguém faz algo errado, é porque têm pessoas pagando por isso. Se não é ético e não faz as escolhas certas, está sendo beneficiado porque alguém que aceita. Então, separar o joio do trigo é uma função fundamental nossa, operadoras de saúde”, declarou.

O webinar ainda contou com a participação do presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Rogério Scarabel, a diretora executiva da FenaSaúde, Vera Valente, e a vice-presidente do IES, Patrícia Braile. Carlos Eduardo Gouvêa, relações institucionais do IES, foi responsável pela moderação do debate.