É com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento da Dra. Regina Parizi, médica sanitarista que, por duas vezes, fez parte da diretoria da UNIDAS – Autogestão em Saúde, uma delas como vice-presidente, e também foi diretora executiva da Geap, voltada aos servidores federais.

Regina foi a primeira mulher presidente de um Conselho de Medicina do Brasil, o Cremesp, em 1993. Além disso, era mestre em saúde pública, doutora em bioética, foi também vice-presidente do Conselho Federal de Medicina e presidiu a Sociedade Brasileira de Bioética.

Médica do SUS, da Prefeitura de São Paulo e do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), participou da criação da Comissão Nacional de Residência Médica, do MEC. Durante os anos difíceis da epidemia da Aids, encaminhou resoluções éticas em defesa da dignidade das pessoas que vivem com HIV. Nos anos 1990, teve papel decisivo na articulação de médicos, consumidores e usuários que conquistou a regulamentação dos planos de saúde.

Como bem lembrou o professor Mário Scheffer, Regina compartilhou entusiasmo, persistência e coragem com seus colegas e demais profissionais de saúde.

Prestamos aqui nossas condolências a familiares e a amigos, com a certeza de que todos os anos dedicados à população brasileira e sua inestimável contribuição à Saúde estão gravados na história de nosso país.

Nossos mais sinceros sentimentos.

 

Anderson Mendes
Presidente