5 de outubro de 2020 – N.º 1.504

Especialistas destacam o impacto da enxaqueca no sistema de saúde

Médicos participaram do UNIDAS Conecta sobre “Repercussão Econômica no Tratamento da Enxaqueca Crônica no Cenário das Autogestões”

Leandro Araujo mediou o evento apresentado pelos médicos Juliana Martinho Busch e Marcelo Calderaro

Mais um UNIDAS Conecta aconteceu na última quinta-feira (1°). Desta vez, o tema foi “Repercussão Econômica no Tratamento da Enxaqueca Crônica no Cenário das Autogestões”, e contou com a participação de Juliana Martinho Busch, médica e diretora de previdência e assistência da  CAPESESP, e de Marcelo Calderaro, médico colaborador do grupo de estudos em emergências e do grupo de cefaleia e algias crânio-faciais do HCFMUSP. Leandro Araujo, gerente executivo da UNIDAS foi o responsável pela mediação do evento, patrocinado pela Allergan.

Juliana Martinho iniciou a discussão dizendo que a enxaqueca é um problema de saúde mundial, com predominância entre as mulheres e prevalência. Com base em dados mundiais, a médica destacou que 15% da população sofre deste problema, sendo um bilhão de pessoas no mundo, normalmente na faixa etária dos 35 aos 39 anos, além de ser a primeira causa de anos vividos com incapacidade entre 15 e 49 anos de idade.

“Esses dados mostram a importância do porquê o gestor deve ter um olhar diferenciado para a enxaqueca. Cefaleias são responsáveis por cerca de 9% das consultas de atenção primária”, explicou a especialista.

Em sequência, Marcelo Calderaro trouxe mais informações, declarando que o paciente com enxaqueca costumar ir para o pronto-socorro (PS) e que no geral, não é local indicado para o cuidado deste tipo de patologia. “Há desperdício de tempo e recursos, numa prática médica inadequada, e ônus pessoal e para o sistema”.

Ainda de acordo com o médico, a enxaqueca é uma “doença órfão de um grande impacto, com negligência do sistema como um todo”.

Ao final do evento, os palestrantes abriram para perguntas do público e tiraram as dúvidas ao vivo. O vídeo completo está disponível no canal na intranet da UNIDAS, apenas para filiadas, basta clicar aqui.

No Conecta, cedemos espaço para que prestadores de serviços e empresas parceiras compartilhem informações e soluções com as operadoras autogestão em saúde. As informações e posições compartilhadas neste evento refletem as opiniões pessoais dos participantes.