14 de setembro de 2020 – N.º 1.484

“A lei não diz que precisamos pedir consentimento de tudo”, afirma especialista em LGPD durante o IntegraUNIDAS

Com recorde de público, o evento abordou as principais dúvidas dentro do tema que tem gerado preocupação em todos os segmentos

José Luiz Toro fez contribuições ao assunto abordado pela especialista Leandra Vinholi

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) é um dos grandes assuntos do momento e, diante disso, a UNIDAS, que se mantém levando conteúdo de qualidade para o setor em meio à pandemia, não pôde deixar de promover um IntegraUNIDAS com o tema “LGPD na prática: o que muda e quais as adequações que você precisa fazer”. O evento online aconteceu na última sexta-feira (11), e teve recorde de público com 260 participantes.

Leandra Vinholi, especialista em programas de compliance, conformidade, gestão de riscos e governança corporativa, foi a responsável pela ministração da palestra, mediada por José Luiz Toro, consultor jurídico da UNIDAS.

“A lei não diz que precisamos pedir consentimento de tudo. O consentimento é uma das hipóteses, é a mais importante, claro, mas não é a única. Se for uma determinação legal, uma lei ou uma regulamentação, por exemplo, se a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) te pede os dados, eles podem ser enviados sem o consentimento. Assim como se a informação é enviada para motivos de políticas públicas”, explicou Leandra Vinholi.

Segundo a especialista, a aplicação precisa ser dividida em relatório de impacto, segregação dos dados e plano de ação. Além dos clientes e beneficiários, a atenção aos dados pessoais não deve dispensar a gestão dos trabalhadores das empresas, assim como banco de currículos de candidatos à vagas de emprego. “Me preocupa muito essa questão de educar os funcionários para que não haja vazamento de dados por um erro humano”.

“Hoje com essa nova lei, eu sou a dona dos meus dados. Se eu chego na empresa perguntando quais dados meus ela possui, ela precisa saber responder corretamente”, destacou.

Ao longo do evento, José Luiz Toro fez questionamentos e também colaborou com o assunto. “Esse é um processo dinâmico. Não é porque eu fiz um treinamento que está tudo resolvido”, explicou o consultor jurídico. O público também pôde fazer perguntas para a especialista, e foi respondido ao vivo no final do webinar.

O vídeo completo do IntegraUNIDAS está disponível na intranet da UNIDAS, apenas para as filiadas, clicando aqui.